Indicadores de Desempenho Logístico: segredo do sucesso Parte II: Mais KPIs sobre a Operação Logística

24 agosto 2020
soulog - Os Lockers são ainda tendência?

Na Parte I desse artigo, você conheceu algumas formas de analisar se a sua operação logística está ou não sendo eficiente. Vimos também, que nem só de resultado financeiro é o que demonstra o sucesso do negócio, afinal, temos a satisfação do cliente e formas de economizar em alguma frente para investir em outra mais importante naquele momento. Dessa forma, vamos para a segunda parte deste artigo, onde você encontra de forma mais apronfundada algumas análises.

Perfect Order Rate

A Perfect Order Rate mede a eficiência de todo o processo logístico, ele olha como um todo, ou seja, o POR mede a porcentagem de pedidos que são enviados sem atraso, erro ou danos na mercadoria.

Calcula a taxa de pedidos sem erros em cada estágio do pedido do cliente. Deve considerar cada etapa na "vida" de um pedido. % Acuracidade no Registro do Pedido x % Acuracidade na Separação x % Entregas no Prazo x % Entregas sem Danos x % Pedidos Faturados Corretamente Em torno de 70%.

Custos com Transporte

Os valores obtidos devem servir para uma avaliação interna da empresa, que deve analisar se o resultado está dentro da realidade desejada ou em padrões fora do normal.

Como calcular: Custos do transporte / Receita de vendas

OCT (Order Cycle Time)

O OCT mede o tempo do ciclo do pedido. Ou seja, é o estudo sobre o tempo que leva para a mercadoria chegar ao cliente após a compra ser efetuada. Em um cenário ideal, é recomendado que o resultado deste cálculo seja igual ou inferior a 24h em locais próximos à empresa. Este aqui é totalmente dentro da Soulog, afinal o fulfillment tem exatamente esta função, mais informações neste outro artigo.

Como calcular: Data de entrega – Data do pedido

On Time In Full (OTIF)

O OTIF (On Time In Full) é considerado o mais importante entre os KPIs para logística.

  • Pedidos realizados dentro do prazo (P);
  • Pedidos entregues sem erro (E);
  • Pedidos Completos (C).

A relevância da métrica se dá justamente por sua representatividade quanto à satisfação do cliente.

Como calcular: OTIF = P x E x C

Exemplo: Os pedidos realizados no prazo (P) representam 87% do total, os pedidos entregues sem erro (E) 95% e os pedidos completos (C) 98%, a conta se dá da seguinte forma:

OTIF = 0,87 x 0,95 x 0,98

Tempo Médio de Entrega

A definição desse KPI é intuitiva: soma-se o tempo que levou para se realizar cada entrega individualmente, do momento em que o pedido foi feito até chegar ao cliente, e divide-se pelo número de entregas.

Todas as vezes que um cálculo complexo como este é feito, você consegue não só entender como usar isso a seu favor na forma de anunciar, ou seja, usar isso como um chamariz aos seus clientes ou ainda, caso ele esteja muito extenso, entender formas de diminuir este tempo e, então ganhar ainda mais eficiência.

Agora que você já conhece os principais KPIs da sua operação logística, provavelmente está cheio de insights! Que tal se dedicar a eles e, deixar com a gente, que a gente se preocupa com o seu fulfillment?

#fulfillmentévida #vemprasoulog