Blog Soulog

Festa Junina: Como vai ser em 2021?

Olha, se tem data do ano mais querida que a Festa Junina no Brasil ainda não me contaram! A Festa Junina junta todos os povos, inclusive desta briga doida que aconteceu nos últimos dias entre Cringes e Millennials. Para quem não acompanhou, vou dar um release aqui, porque afinal, a briga movimentou a internet. 

Segundo minhas pesquisas na internet, só para ter certeza que não estou sendo Cringe:

Cringe é um verbo da língua inglesa que significa “envergonhar”. No Brasil, os jovens usam o termo para se referir a alguma coisa como “vergonha alheia” ou “cafona”, define a podcaster— Pais que tentam ser descolados, dançando em uma festa, é um exemplo de cringe — disse.

E Millennials: De um lado, os millennials, pessoas nascidas entre os anos de 1981 e 1995, e que mantêm, em sua maioria, os hábitos citados acima. Do outro, a Geração Z, formada por jovens nascidos de 1996 a 2010, e que classificam tudo isso como cringe.

Eu estou fora dessa briga, porque eu sou uma geração ainda mais velha, a Y, risos! Que podemos dar conselhos para todos eles e, se tem um conselho junino é: curtam a festa junina mesmo que online. 

#1 – As vendas crescem em maio e junho

Para quem acompanha os dados de mercado, as vendas de produtos relacionados às festividades crescem agora em maio e junho quase 50%, mas infelizmente em 2021, ainda teremos tudo isso online, em casa e em pequenas comemorações reduzidas a família. O que eu sugeriria? Pensar em soluções especiais para que o público retome esta comemoração sazonal, afinal tem grande apelo. A Yoki é muito ligada a data, então, vocês conseguem ver o tamanho do foco no período que até o domínio https://www.festajunina.com.br/ é comprado pela marca para anunciar estratégias.

#2 – Se o Carnaval é longo, a festa junina também é! 

No Brasil, que o ano só começa depois do Carnaval, a festa junina só acaba quando o mês do cachorro louco entra em cena, ou seja, a festa junina, pode virar festa julina e tá tudo muito bom! Julho, além de poder estender a data, é férias escolares, ou seja, um “casamento” perfeito para quem trabalha com produtos com apelo para as datas! E para quem não tem emenda. Podemos ver festas juninas saudáveis com menos açúcar ou glúten ganhando cada vez mais o cenário de quem gosta da Festa Junina só para comer. Você pode, além de curtir o momento, fazer isto, sem perder saúde! Aow trem baum! 

Para quem ficou com vontade de comer saudável, vai um link da Revista Boa Forma para matar a vontade aqui.

#3 – E se eu não tenho nada a ver com a festa junina? Solução: Parcerias. 

Se você é como nós que também enxerga oportunidade e o lado bom de qualquer situação, podemos dizer que vamos “chover no molhado” para você. Porque, apesar do Digital não ter entrado em crise, sabemos que o Brasil está. E o que sabemos é que toda crise é regada de criatividade (vamos deixar de lado as motivações para não mudarmos o foco do post). Então, se você está fora do mercado de produtos que poderiam ser ofertados na época, a dica é use parcerias! Busque e-commerces que possam oferecer este “complemento” de portfólio sazonal. Dica: Todas as compras realizadas durante o mês de junho ganham algum brinde relacionado a data! 

#4 – Planejamento de curto prazo e preparo para mudanças

Não tem como negar que apesar dos números de crescimento de vendas online serem mais que positivos, os cenários estão incertos e imprevisíveis, ainda mais em campanhas sazonais. Então, o que eu diria aqui é que, faça planejamentos a curto prazo e esteja preparado para mudanças de estratégia. Sempre tenha um plano B, porque se tem algo que é certo é que tudo pode mudar! Infelizmente é o momento que ainda estamos vivendo. 

#5 – Qual é a dica de ouro?

Se tem uma dica de ouro para esta estratégia é: entenda se esta campanha sazonal é valor para o seu cliente. Comecei o artigo dizendo que a paixão pela Festa Junina é #nacional, porém entender se a sazonalidade conversa com a sua marca, com o seu público ou o mindset do seu cliente na aquisição deste produto é uma história bem diferente! E aí, se faz sentido, digo que contar com uma empresa de Fulfillment como a Soulog é fundamental, porque estratégia de brindes ou sampling, como é o caso das parcerias, precisam ter a estratégia bem desenhada, senão o tiro sai pela culatra. A ação que poderia ser um sucesso de brinde, pode se transformar em um prejuízo por falta de cálculo no momento de “pesar” o quanto custa o envio dele. 

Eta! Ficou difícil? Fala com a gente, que você pensa aí na sua estratégia de escalar seu negócio e, a gente cuida desta estratégia de como alavancar suas vendas! 

Gostou das dicas?

Conhece a Soulog? Fale com a gente! Veja outro artigo sobre sampling e mais aqui.

#vemprasoulog #fulfillmentévida

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WeCreativez WhatsApp Support
👋 Olá, como podemos ajudar?
Rolar para cima